sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Um dia a gente se cansa...


Há um ponto na vida em que você se cansa de perseguir todos e tentar consertar tudo, mas não significa desistir. É perceber que você não precisa de certas pessoas e as suas atitudes.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Procurando as respostas


Juro que tento entender a razão que leva o ser humano a trair, mas quanto mais busco respostas mais dúvidas surgem a minha cabeça. Normalmente dizem que a traição ocorre quando o relacionamento não atinge mais as expectativas, a pessoa busca em outra algo que não está recebendo naquela relação, que às vezes com o passar do tempo se desgastou ou virou rotina. Alguns falam que por carência, busca pelo novo, insatisfação, outros dizem que é devido à sensação de estar sendo traído, ou mesmo pela sensação de poder. Esta última me despertou angústia, poder? Desde quando nos tornamos produtos a ser possuídos e consumidos?

E quando a relação mal começou? Qual seria o motivo da traição? Sempre me pergunto: “Se é para trair pra que namorar?” e “Se for trai não é mais fácil terminar o relacionamento?” Dor. Tenho certeza que a dor da honestidade é menor que a dor da mentira. Não existe mais confiança, não existe sinceridade, faltam bons moços e boas donzelas, falta afeto verdadeiro. Construímos grandes sonhos em cima de pequenas pessoas.

Se não consegue assumir um relacionamento sério com uma única pessoa, não faça questão de partir o coração dela, não iluda. Se não é capaz de amar, não desperte este sentimento tão forte em ninguém.

Não existe justificativa que irá me calar diante das minhas indagações. No fundo ainda espero por algo talvez impossível, mas espero um mundo onde as pessoas consigam ser honestas com seus sentimentos, onde todos saibam o verdadeiro sentido de AMAR.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

O melhor para você


Talvez não exista certo ou errado, bonito ou feio, grande ou pequeno, inteligente ou imbecil, bem ou mal. Cabe a cada um de nós analisarmos o que é certo, bonito, pequeno, imbecil e ruim, sem preceitos. Cabe a nós dizer o que é melhor para nós, deixando de lado os conceitos estúpidos da sociedade, a ignorância de um povo sem sabedoria suficiente para saber que somos diferentes até quando somos iguais.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

.


Só através da amizade podemos conhecer alguém verdadeiramente.
E é a partir dela que crescem os grandes amores e os grandes projetos.
Nos dias de hoje, a cumplicidade e o carinho desinteressado estão em falta.
As companhias são passageiras, o carinho momentâneo e os laços sem importância.
As relações são descartáveis.
Falta aos homens a coragem de amar e se deixar ser amado, de aceitar os defeitos de alguém e deixá-lo conhecer todos os seus.
Talvez seja esse o motivo de tanta desavença e desunião: a banalização da amizade.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

O que vai ficar na fotografia


"E quando o dia não passar de um retrato. Colorindo de saudade o meu quarto.
Só aí vou ter certeza de fato.
Que eu fui feliz.
O que vai ficar na fotografia. São os laços invisíveis que havia.
As cores, figuras, motivos.
O sol passando sobre os amigos.
Histórias, bebidas, sorrisos. E afeto em frente ao mar."

(Fotografia - Leoni)

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Todo mundo precisa de alguém


Há dias venho procurando as mais belas palavras e expressões para falar de solidão, se é que esse assunto pode ser tratado com belas palavras, mas elas me faltaram. Após ouvir uma música que aguçou minha vontade de falar sobre tal tema venho procurando a melhor forma de tratar o assunto, porém não quero ser nostálgica ao escrever. Foi então depois de ouvir demasiadamente a música pude perceber que não há nenhum conselho a dar ou assunto a ser enfatizado, o refrão já diz simplesmente tudo:

“Eu preciso você também todo mundo precisa de alguém.”

Cabe a nós encontrar o alguém ou os alguéns e cuidar, não espere perder ou ver o outro dar valor para valorizar quem está ao seu lado. Você com certeza é o alguém da vida de muitas pessoas.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

.


''Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e na paz que eu mereço.
Que essa tensão que me corrói por dentro seja um dia recompensada.
Porque metade de mim é o que eu penso, mas a outra metade é um vulcão.''
(Oswaldo Montenegro)

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Arrumar a bagunça da vida


Arrumar nosso quarto pode ser muitas vezes resumido a arrumar nossa vida. Bagunçamos tudo e depois temos que organizar, guardamos o necessário e o que ainda nos é útil, mudamos certos móveis de lugar, mas tudo continua lá. Pegamos as coisas velhas jogamos fora ou doamos para dar lugar às coisas novas que virão, mas sempre guardamos algo que parece servir ou que por mais inútil que seja sempre arrumamos um pretexto para não livrarmos. Assim também podemos comparar a vida, como nosso quarto, nosso cantinho de conforto, paz e refúgio. Talvez não seja tão fácil, mas quem disse que arrumar o quarto é tarefa fácil? Estamos sempre enfrentando problemas, mudanças e caos no dia a dia, muitas vezes não encontramos tempo para organizar a nossa própria vida. Conservamos as pessoas que levaremos para sempre e nunca desapegamos daqueles defeitos que tomam conta de nós, às vezes bobo. Novos horizontes estão sempre se abrindo e com eles vêm novos conhecimentos e novas pessoas. Deixar certas coisas para trás, livrar, dar espaço ao que é realmente importante, esvaziar os lugares e o coração. Precisamos apenas de força de vontade para correr atrás e organizar nosso mundo, a mudança começa a partir de si próprio.

Baseado em um texto de Caio F. Abreu